Taxa de Proteção Ambiental cobrada dos turistas em Bombinhas gera revoltas

TPA Bombinhas

Apesar de a prefeitura de Bombinhas afirmar que 77% dos turistas apoiam a cobrança ta Taxa de Proteção Ambiental cobrada pelo município, algumas pessoas, no entanto, não estão nem um pouco contente, e expressaram suas opiniões nas redes sociais. Confira alguns comentários:

 

“Isso é uma vergonha não deveria estar acontecendo aqui em SC”.

 

“Direito de ir e vir? kkk daqui a pouco vamos ter que pagar pra respirar kkkk”

 

“Isso é uma vergonha cobra pedágio os comerciantes estão faturando bem serto eles nem reclamam praia não vai pra todos colocar cadeira fizeram uma calçadão praticamente de guase 9 m pra praia .Depôs dizem que é a maré”.


Estes comentários estão na página do Facebook do portal de notícias ND Online.



Como funciona:

 

Ao entrar na cidade o carro do visitante é fotografado por um sistema informatizado de OCR (Reconhecimento Ótico de Caracteres). Ao sair a cobrança é finalizada, com outra fotografia. A cada dia de entrada e saída será cobrada uma taxa.



Os veículos com placa estrangeira serão os únicos abordados fisicamente pelos agentes dispostos nos dois acessos a Bombinhas e em um posto de atendimento no município vizinho, Porto Belo, e deverão realizar o pagamento antecipadamente.

 

Para os outros casos, o visitante deve se dirigir a um ponto comercial cadastrado, a um ponto oficial de recolhimento da TPA, nos 2 totens de autoatendimento ou ainda pagar antecipadamente, através do site da Prefeitura Municipal. Um carro de passeio custa por dia R$ 26,00, uma van R$ 52,00 e um ônibus R$ 130,00. (fonte: ndonline.com.br)