Abertura da Ponte Hercílio Luz poderá ser antecipada! Agora vai?

Obras na ponte Hercílio Luz

O bom ritmo da recuperação da Ponte Hercílio Luz já permite Raimundo Colombo sonhar até com a antecipação da abertura da velha senhora. Ontem à tarde, durante visita à obra acompanhado por um grupo de jornalistas, o governador deixou escapar que gostaria de ver a estrutura liberada já na virada do ano. Os engenheiros são mais céticos, já que o prazo de entrega é no segundo semestre de 2018, mas também mostram-se otimistas com a possibilidade de abertura do trânsito já nos primeiros meses do próximo ano. É inegável que agora a reforma entrou numa etapa nunca antes vista nos últimos 30 anos.

 

Toda a estrutura de 53 transversalinas e 420 longarinas (barras de aço gigantescas) que formam a base do vão central já foram trocadas. No próximo dia 31 será realizado o teste de interrupção da pista da direita da Avenida Beira-mar Norte no sentido (continente-Ilha) bem debaixo da cabeceira insular da ponte para avaliar o impacto do trânsito. A estimativa é de que passem 75 mil veículos por dia nas três pistas que levam ao Norte da Ilha.

 




 

Mas a grande expectativa é para os dias 11 e 12 de fevereiro, quando a região será isolada para a transferência de 20% da carga (4,4 mil toneladas) para os 54 macacos hidráulicos. Uma megaoperação de segurança com Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil, PM, além de Deinfra e empresa contratada está sendo planejada para atuar em qualquer tipo de situação. Caso ocorra tudo dentro do previsto, a transferência total de carga será feita até agosto. Livre da sustentação da ponte, as barras dos olhais poderão ser finalmente trocadas.

 




 

A definição final sobre o funcionamento da ponte ainda depende de análises técnicas, mas Colombo se mostrou favorável à ideia de destinar duas pistas para trânsito de veículos (carros e caminhões) que funcionariam pela manhã no sentido Continente-Ilha e à tarde no caminho inverso, aliviando em cerca de 18% o fluxo tanto da Pedro Ivo quanto da Colombo Salles. A capacidade de carga será a mesma da ponte Anita Garibaldi, em Laguna. A estrutura também ganhará 2,5 metros de cada lado para a construção de ciclovia e faixa exclusiva para pedestres. A Ponte Hercílio Luz, considerada principal símbolo do Estado para 40% dos catarinenses e 73% dos moradores da Grande Florianópolis, parece que finalmente deixará de ser sinônimo de desperdício para voltar a ser motivo de orgulho para SC, como a única em funcionamento no mundo com este modelo de sustentação. Os catarinenses agradecem.

 

Fonte: www.dc.clicrbs.com.br